Lenguaje Español Lenguaje Ingles Lenguaje PortugesParticipe do nosso Facebook Buenos Aires TripParticipe do nosso Twitter Buenos Aires Trip

Home

Proposta

Nossos serviços

Passeios e sugestões

Quem somos

Promoções e novedades

Livro de visitas

Sonhos realizados

A cidade

Tarifas

Contato

Atençao
ON-LINE

Links sugeridos

BLOG do
Buenos Aires

Nosso canal no YouTube de viagem Buenos Aires

Click for Buenos Aires, Argentina Forecast


 

 

 

 

Buenos Aires ,capital de Argentina é uma megalópole de 11 milhões de habitantes, uma das maiores cidades do mundo. É, também, a cidade mais elegante e ativa da América do Sul, resumindo de alguma forma a variada e heterogênea essência do povo argentino.

Avenidas largas, praças arborizadas com muito verde e construções antigas. A capital européia das Américas, como é conhecida a bela Buenos Aires, foi projetada desde a sua criação e até hoje mantém algumas das mesmas características. A cidade oferece uma das noites mais intensas da América Latina, com muito tango, bons vinhos, cafés, galerias e muito romantismo.

Buenos Aires é, também, uma cidade capaz de satisfazer todas as preferências e gostos culturais. Dos amantes do tango aos apreciadores de uma boa mesa, passando pelos compradores de antiguidades, estudiosos de arquitectura ou calmos leitores de banco de jardim.

A noite de Buenos Aires atrai gente de todas as idades. O tango, a música e tradicional dança argentina, sensual e romântica, chama a atenção dos amantes do romantismo. A vida noturna acaba tarde.

Os vários pubs espalhados pela cidade, especialmente em bairros chiques como o Recoleta, ficam lotados até altas horas, principalmente às sextas-feiras e finais de semana. As galerias, shoppings da cidade, também costumam esticar o horário, algumas fechando à meia-noite. Há excelentes shoppings nos bairros, e os argentinos são muito apreciadores destes centros.

Os bares e restaurantes do Puerto Madero e Palermo também são bem movimentados. Para passear é fácil: os táxis trabalham 24h e o preço é bem em conta. O circuito cultural da cidade também é atraente. Buenos Aires recebe grandes obras clássicas em seus teatros, com preços acessíveis, oferece cinemas, vários museus e inúmeros pontos turísticos.

Vale a pena passear pela região central, onde se encontram a praça de Mayo, o patrimônio urbano-arquitetônico mais importante da cidade, a Casa Rosada, sede do governo argentino, o Teatro Colón, a Catedral, a Avenida 9 de Julho, a maior do mundo, entre outras atrações.

Os cafés ficam aberto praticamente 24 horas por dia. É costume ir ao café pela manhã para ler os jornais. Em Buenos Aires café é local de encontro a toda hora, desde o início do dia, até o encerramento da noite. Vários cafés servem petiscos e comidas deliciosas.

Em Buenos Aires, um convite para o café não supõe o líquido entornado às pressas, num impessoal balcão, durante um rápido diálogo ensanduichado pelo pouco amistoso olhar do garção à frente e a pressa dos outros fregueses atrás.

Não, um café em Buenos Aires significa muitíssimo mais. Significa um mergulho no tempo, entendido tanto como um período de horas, como um nostálgico passeio mental. A própria lentidão dos garções é uma sugestão para deixar de lado qualquer pressa, enquanto a decoração constitui-se no rumo à tranqüilidade dos dias passados.

Na gastronomia, a influência italiana e espanhola predomina. Buenos Aires é o terceiro lugar no mundo no consumo de pizza, depois da Itália e Nova York. O que mais se encontra são pratos típicos europeus, principalmente italianos e espanhois acompanhados de carne e frango. Lanches também são bem comuns.

Alguns dias em Buenos Aires e nem precisa pensar muito para saber que você se apaixona pela cidade logo que chega. mas o clima, paisagem e luxo de Buenos Aires valem a viagem.

Buenos Aires vive as 24 horas do dia. O tempo que se passa na cidade tem de ser muito bem aproveitado, porque já se fica pensando em voltar para lá.

Palavrinhas mágicas e necessárias :

Não se esqueça destas palavrinhas mágicas que são essenciais ao vocabulário a uma pessoa educada!

- Buenas Tardes!

- Buenos Días!

- Buenas Noches!


- Permiso! (Licença)

- Por favor!

- Perdona! (Perdão!)

Para comer, e importante a tradução de algumas palavrinhas que a maioria dos cardápios de Buenos Aires tem:

- Almuerzo (Almoço)

- Pollo (frango, pronuncia-se “pojo”)

- Lomo (Não confunda com lombo!!!! É filé! , a carne e muito gostosa )

- Empanadas (É um tipo de pastel com uma massa mais sequinha! Para todos os lados da Argentina você encontrará as empanadas com os mais variados recheios... Experimente!)

- Gaseosas (são os refrigerantes...)

- Bife de chorizo (É a nossa picanha... Muito vendida lá! Vai uma dica: coloque sal, pois normalmente elas vêm sem sal e peça bem passado, pois eles costumam passá-las mal. Se você não é fã da gordurinha... Não peça esta carne. Mas se for... Delicie-se!)

- Quilmes (Marca da cerveja mais vendida em Buenos Aires)

- Cena (Jantar)

- Desayuno (Café da manhã)

- Medialunas (é o mesmo que croissant, muito consumido pelos argentinos no café da manhã)

- (chá)

- Cortado (café com leite)

- Tostados (misto quente)

- Jugos (sucos)

- Pomelo (é uma fruta que parece laranja, vendem-se muitos sucos desta fruta na Argentina, vale a pena experimentar)

Informacoes uteis e dicas :

País: Argentina (República Federal - 24/12/1826)

Área: 2776 mil km2

População: 37 milhões de habitantes

Capital: Buenos Aires

Moeda: Peso

Idiomas: Castelhano, em Buenos Aires, sob a forma de "lunfardo", a gíria da região "portenha".

Vacinas: Nenhuma obrigatória

Documentos: Passaporte e seguro de viagem

Hora: GMT - 3

Acesso: Por avião, a partir do Brasil ou de Espanha (ligações mais económicas para os portugueses), através da Varig, Ibéria e Aerolíneas Argentinas.

Mapas e guias:

Argentina, Uruguay & Paraguay - Lonely Planet
Buenos Aires para Brasileiros - Editora Ática, São Paulo
Welcome to Buenos Aires - Planos Taylor, GTA Editores
Buenos Aires - Guia Peuser, Ediciones Pampa

Clima: No hemisfério Sul, as estações são contrárias às do hemisfério Norte. O Outono e a Primavera são as melhores épocas do ano para visitar Buenos Aires. No Verão (de Dezembro a Fevereiro), os dias são mais longos, mas as temperaturas são mais elevadas.

Vestuário: Nenhum em particular, dado que o clima é muito semelhante ao europeu.

Segurança: Como qualquer outra cidade cosmopolita, Buenos Aires é um paraíso para os carteiristas ou "pungistas" em busca de "presas" fáceis entre os turistas mais desprevenidos. Cuidados redobrados nas zonas mais comerciais (calles Lavalle e Florida) e no bairro La Recoleta. Regra geral, a cidade é perfeitamente segura, mesmo à noite, com alguns cafés, restaurantes, bancas de jornais e farmácias abertos a toda a hora. Quanto aos táxis, é preferível chamá-los por telefone, para evitar qualquer dissabor.

Caminhar pelas ruas de Buenos Aires é muito fácil. As quadras têm todas 100 metros e têm a numeração "redonda" de 100 em 100, ou seja, a primeira quadra têm os número de 1 a 100, a segunda de 101 a 200, e assim sucessivamente. Com isso, tendo em mente um determinado número como destino, é possível saber quantas quadras e quantos metros faltam para chegar.

Curiosidades :

- Os argentinos têm muitas coisas em comum com os gaúchos do sul do Brasil. Bebem chimarrão (chamado de "mate"), comem muita carne, têm influências européias (sobrenomes, etnia e costumes), falam com uma entonação parecida, dizem "bá" e "tchê". Nas cidades gaúchas que fazem fronteira com a Argentina, o sotaque é tão semelhante que algumas palavras são pronunciadas como no espanhol.

- O consumo de vinho per capita é o maior da América Latina, comparável a padrões da Europa.

- Moedas na argentina são valiosas. São usadas nos telefones públicos (onde também se podem usar cartões telefônicos) e nos ônibus, que não aceitam notas. É quase impossível conseguir trocar notas por moedas em lojas ou bancas de jornal sem comprar alguma coisa.

- Os argentinos têm uma admiração quase fanática pelo Maradona, muito mais que a que os brasileiros têm pelo Pelé. Considerado lá com unhas e dentes o melhor jogador do mundo, ele está por toda a parte: em revistas, pôsteres, fitas de vídeo, livros e até CDs com entrevistas concedidas por ele.

- Os "paseadores de perros" são "passeadores de cachorros", uma curiosa profissão argentina que consiste em passear com dezenas de cachorros ao mesmo tempo pelas praças e parques da cidade.

- Em dias ensolarados, principalmente no verão, muita gente fica deitada na grama dos parques e das praças pegando sol. Algumas mulheres inclusive ficam de biquini.

- Nas praças se vê muita gente fazendo desenhos de paisagens com uma moldura. Provavelmente são estudantes de belas artes (arquitetura, desenho, etc).

- As pessoas se cumprimentam com apenas um beijo. Inclusive homens ! (exceto em ambientes mais formais como no trabalho ou com pessoas mais velhas).

- No trabalho, as pessoas tendem a ser mais formais que no brasil.

- Algumas típicas mazelas brasileiras também são encontradas lá, como pivetes, camelôs que ficam vendendo dentro dos ônibus, mendigos, policiais e políticos corruptos.

- O consumo de carne vermelha é um dos maiores do mundo. O índice de infartos e colesterol alto idem.

- A primeira vista, Buenos Aires parece uma cidade européia que teve um grande passado mas que vive um presente problemático. A cidade tem um ar melancólico, saudosista, e as pessoas gostam muito de lembrar do passado.

- Na avenida Costaneira, que vai margeando o Rio da Prata, existem muitas barracas que vendem "choripanes", deliciosos pães com pedaços de lingüiça, mania entre os portenhos

- O estilo das casas, edifícios, monumentos, parques, praças e avenidas é totalmente europeu. Muitos arquitetos europeus realizaram trabalhos em Buenos Aires.

- A cidade é muito plana. Não se vê nenhuma elevação nem na linha do horizonte. Existem algumas poucas ladeiras no bairro do Retiro e em Belgrano, mas muito pequenas.

- Existem "locutórios" por toda a parte. Locutórios são lojas com cabines telefônicas e internet, onde se pode fazer ligações para todo o mundo.

- Os bares de lá são diferentes, todos elegantes e sofisticados. Não existe o conceito de "pé-sujo" (boteco).

- Existem "kioskos" por toda a cidade. São como pequenas lojas (pequenas mesmo, devem ter uns 5 metros quadrados no máximo) que vendem balas, biscoitos, chocolates, fichas de telefone e outras coisas. Só que você não entra em um kiosco, o vendedor te atende por trás do balcão que dá para a rua.

- Na Argentina tudo está concentrado em Buenos Aires. Mais da metade da população do país mora lá, contrastando com a excassez demográfica do interior do país e da patagônia. Também é em Buenos Aires que se concentram a economia, as produções culturais, os políticos, esportes e as pessoas famosas.

Aproveite as dicas y boa viagem!!!!!!!!!!!!!




 

Copyright Buenos Aires Trip ® Site Designed By Ideas Moviles